quinta-feira, 30 de junho de 2011

Lazer e qualidade de vida


O lazer é importante a nossa saúde porque é um momento em que se deixa de dar atenção aos assuntos que geram desgaste emocional.
Qualidade de vida é o que cada um de nós pode considerar como importante para se viver bem dentre um conjunto de ações habituais que refletem os valores, as atitudes e oportunidades em nossas vidas. A opção por uma vida saudável, portanto, seria mediada por fatores educacionais e culturais, tradições sociais e religiosas, crenças e convicções, além das condições de vida socioeconômicas e ambientais (como por exemplo: o tempo de trânsito e as condições de tráfego, entre o local de trabalho e de moradia, a qualidade dos serviços médico-hospitalares, a presença de áreas verdes nas grandes cidades, a segurança, realização profissional, realização financeira, usufruir do lazer, ter cultura e educação, ter conforto, morar bem, saúde etc.).
Atualmente o lazer vem sendo um importante aliado para combater o stress mental, físico e psicológico que ocorrem no dia a dia podendo proporcionar uma melhor qualidade de vida. Há muitos estudos da medicina descrevendo vários males causados pela preocupação crônica em relação a problemas de ordem moral e econômica. Então aí o melhor é optar pela diversão e descontração para que alguma coisa ocupe o lugar dos pensamentos preocupantes e os afaste.
Se pensarmos em ocupações de lazer que nos agradam e no contacto com o mundo natural e cultural, é fácil imaginar que essas vivências trazem uma revitalização do corpo e da mente. O desconforto que por vezes assola a vida é atenuado e substituído por sentimentos de serenidade e plenitude, por exemplo, no contacto com paisagens naturais, como um bosque denso ou a vista que se alcança no alto de uma montanha. Alguns exemplos de atividades de lazer são atividades físicas, manuais (prazer de manipular, explorar e transformar a natureza), artísticas (busca do imaginário, do sonho, do encantamento, do belo e do faz-de-conta), atividades intelectuais (exercício do conhecimento, de informação, de aprendizagem), associativas (interesse cultural centrado no contato com as pessoas), turísticas (mudança de paisagem, ritmo e estilo de vida).
Ver televisão, jogar videogame, conversar com os amigos — seja ao vivo, por telefone ou pela Internet — ouvir música, ler, sair para dançar, praticar esportes, ir ao cinema ou passear no shopping... Enfim, são várias as atividades gostosas de fazer quando se tem tempo disponível. Mas será que todas elas são benéficas à saúde?
Atualmente, existe uma grande preocupação com o que as pessoas andam fazendo durante seu tempo livre, pois se sabe que isso se reflete diretamente em sua produção diária. Exemplificando: um aluno que passa todos os dias muitas horas na frente da televisão vai encontrar dificuldades para se sociabilizar com os colegas na escola. Além disso, hábitos sedentários — como assistir à TV — fazem com que os alunos tenham baixo rendimento nas práticas físicas. Então, mesmo que as atividades realizadas no tempo livre tragam prazer, é preciso se preocupar em como contrabalanceá-las, dividindo o tempo de ócio entre atividades lúdicas quaisquer e outras específicas que privilegiem a qualidade de vida e, conseqüentemente, a saúde.
Entretanto, cada vez mais as pessoas tem tarefas diárias, preferindo, quando em seu escasso tempo de ócio, não abrir mão daquelas atividades que lhes trazem mais satisfação, independentemente de estas lhes propiciarem melhores condições de saúde ou não. Diante dessa situação, a sugestão é a seguinte: por que não unir o útil ao agradável? Assistir à TV enquanto se faz exercícios de alongamento ou abdominais. Em vez de conversar horas com amigos ou com o(a) namorado(a) pelo telefone ou pela Internet, convidá-los para uma conversa enquanto realizam uma saudável caminhada ou praticam algum esporte. Ouvir música e dançar é outra combinação muito boa. O importante é usar a criatividade, tornando aquela prática que, a princípio, parecia ser desagradável em algo extremamente motivador.

Recreação Hospitalar
Afirmar que existia um vínculo direto entre o humor e a boa saúde era quase impossível para a ciência. Hoje Já se tem relatos que a medicina geral já estuda a importância do bem-estar, da alegria do convívio com a família a afetividade e o bom humor influenciam na qualidade de vida e saúde do um indivíduo, também na prevenção de doença e até mesmo na recuperação!
Lazer e atividade profissional
Dominar diversas áreas do conhecimento.
Lazer é reflexo da cultura; respeitos as diversidades; proporcionar um desenvolvimento pessoal e social a todos os envolvidos; profissional como mediador = Educação para o lazer.
Capacidades necessárias para o profissional do lazer: polivalências culturais; diferenças culturais; equipes multidisciplinares; viabilidade de projeto; conhecimento do espaço; conhecimento das políticas locais.
Mercado de trabalho e características do profissional;
Formação profissional - pós-graduação em lazer e recreação (objetivos): formar especialistas em Recreação e Lazer, animadores sócio culturais, com competência para trabalhar em escolas, empresas, grupos especiais e na comunidade em geral, promovendo programações que atendam às necessidades do mercado, dirigido a: graduados nas áreas de Educação, Turismo, Recursos Humanos e áreas Afins.
Diploma: Especialista em lazer e recreação.
Disciplinas: Sociologia do Lazer e da Recreação; Lazer e Recreação Corporativa; Lazer e Recreação na Escola; Recreação Comercializada; Dinâmicas Aplicadas; Técnicas Recreativas Aplicadas a Grupos Especiais ; Homo Ludens; Teoria e Prática dos Jogos e Atividades Recreativas; Didática do Ensino Superior; Metodologia Científica; Seminários Temáticos.

Lazer é saúde! Praticar lazer é fundamental para a saúde: proporciona a sensação de bem-estar, favorecendo até os fluxos sangüíneo e linfático. Ter momentos agradáveis desencadeia ações preponderantes em nossa saúde, como o aumento das defesas imunológicas, por exemplo, essenciais na preservação da saúde e prevenção de doenças.

http://www.webartigos.com/articles/65727/1/O-PROFISSIONAL-DO-LAZER-E-SUA-FORMACAO/pagina1.html http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2002/03/28/546023/azer-trabalhar-e-facil-divertir-e-dificil.html http://www.educaedu-brasil.com/pos-graduacao-em-lazer-e-recreacao-pos-graduacao-22163.html
http://www.efdeportes.com/ Revista Digital - Buenos Aires - Año 8 - N° 49 - Junio de 2002

Nenhum comentário: